“Um Passinho Para Três Destinos” celebra a consciência negra

“Um Passinho Para Três Destinos” celebra a consciência negra

O documentário é uma narrativa produzida e dirigida pelo fotógrafo Carlos Alberto da Silva Junior, que relata a história de três jovens negros da comunidade do morro do Coqueiro, em Vila Valqueire, na zona Oeste do Rio de Janeiro.

No dia 18 de novembro, o média-metragem de 40 minutos com vídeos de danças, músicas e entrevistas, será exibido na Mostra de Cinema e Vídeo Zumbi dos Palmares.

A Mostra surgiu da parceria entre o Renascença Clube, a Cinemateca do Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (MAM), o Acervo Digital de Cultura Negra (Cultne), e a Oficina de Comunicação e Design Benguelê, para celebrar a Semana Nacional da Consciência Negra, celebrada no mês de novembro.

“Um Passinho Para Três Destinos” será exibido às 17h na Cinemateca do MAM. R$ 8,00 (inteira), R$ 4,00 (meia).

 

 

 

Sesc Engenho de Dentro abre espaço para o cinema

Sesc Engenho de Dentro abre espaço para o cinema

O cinema é destaque na programação cultural do Sesc Engenho de Dentro (RJ), em novembro. O público poderá conferir uma seleção premiada de obras nacionais e internacionais de reconhecida qualidade técnica e narrativa. O programa será sempre aos sábados, com classificação a partir de 14 anos.

5 de novembro – A Grande Beleza – Um escritor celebridade considera, pela primeira vez em décadas, escrever um novo livro. Comédia de De Paolo Sorrentino, de 2013, Itália/França. Oscar de 2014 como Melhor Filme Estrangeiro .

12 de novembro – Sudoeste – Em uma pacata cidade, Clarice vê sua vida se desenrolar de maneira circular, da morte ao nascimento, e depois à velhice mais um vez. Drama de Eduardo Nunes, de 2011, Brasil. Melhor Fotografia no Festival do Rio 2011.

19 de novembro – Uma Lição de Vida – Uma homenagem ao mês da Consciência Negra. No topo de uma remota montanha no Quênia, um veterano de oitenta e quatro anos luta por uma vaga na escola local para estudar. Drama/biografia de Justin Chadwick, de 2014, Reino Unido. Melhor filme no Festival Pan Africano de Cinema 2012.

 26 de novembro - Adeus Lenin – A mãe de Alex Kerner acorda de um coma, mas o filho terá de esconder da mãe a queda do muro de Berlin. Drama assinado por Wolfgang Becker, de 1989. Melhor Filme em Língua Não Inglesa no Prêmio BAFTA 2002.

 

 

 

 

 

Longa mineiro é o grande vencedor do Festival de Brasília

Longa mineiro é o grande vencedor do Festival de Brasília

O longa mineiro A Cidade Onde Envelheço foi o grande vencedor do 49º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (20 a 27 de setembro de 2016). O filme levou para casa quatro Candangos de Melhor Filme, Melhor Direção, Atriz (dividido entre as portuguesas Elisabete Francisca e Francisca Manuel) e Ator Coadjuvante (para Wederson Neguinho).

O novo trabalho da diretora Marília Rocha (foto) trata da sensação íntima de não-pertencimento a um lugar, por mais que nele esteja habituado e até mesmo adaptado. Esse sentimento é vivido por duas amigas portuguesas que decidem vir morar no Brasil. O roteiro de A Cidade Onde Envelheço oferece diálogos espirituosos e envolventes, de uma naturalidade impressionante.

O Último Trago, de Luiz Pretti, Pedro Diógenes e Ricardo Pretti, conquistou os prêmios Melhor Atriz Coadjuvante (para Samya de Lavor), Melhor Fotografia (para Ivo Lopes) e Melhor Montagem (Campolina).

 

 

 

16ª Goiânia Mostra Curta destaca produções de cineastas negros

16ª Goiânia Mostra Curta destaca produções de cineastas negros

A produção de curtas-metragens feita por realizadores negros no século 21 foi tema de discussão entre cineastas e pesquisadores na Curta Mostra Especial – Cinema Negro Brasil Contemporâneo, dentro da programação da 16ª Goiânia Mostra Curtas, que terminou em 9 de outubro.
Na ocasião, foram homenageadas as atrizes Ruth de Souza e Chica Xavier, conhecidas como as damas negras, representadas por Clementino Júnior e Luana Xavier, filho e neta de Chica, respectivamente (foto de João Paulo Cardoso).
Segundo a diretora do festival, Maria Abdalla, o espaço “propõe um encontro entre expoentes do início do cinema negro no País e representantes da nova geração”.
A mostra paralela reafirma a importância do acesso dos negros às universidades, em especial às de cinema, nos últimos 12 anos, por causa das políticas afirmativas implantadas no País.

 

 

 

 

 

 

Rosinha, o melhor curta em Gramado

Rosinha, o melhor curta em Gramado

Mal terminou de colher os frutos com o curta-metragem Rosinha — que rendeu três prêmios Kikito e o Prêmio Aquisição do Canal Brasil, no 44º Festival de Cinema de Gramado —, o diretor brasiliense Gui Campos já anuncia os novos projetos: a série A escola dos mistérios (com direção geral de Ana Cristina Costa e Silva) e um curta que codirige em torno da figura do maestro Levino de Alcântara.

Produto da fértil imaginação do diretor que fabulou a vida do avô, interiorano de Minas Gerais, Rosinha foi filmado em Planaltina, no Distrito Federal. Eleito o Melhor Curta em Gramado, o filme trata com leveza de um relacionamento na terceira idade.

Aos 36 anos, o cineasta, formado em comunicação pela Universidade de Brasília (UnB) e com especializações em Buenos Aires e Madri, é sócio da Lumiô Filmes.

Não perca! TV Globo exibirá filmes do PRÊMIO CURTA RIO

Não perca! TV Globo exibirá filmes do PRÊMIO CURTA RIO

A TV Globo criou e produziu um programa especial para a exibição dos 10 curtas-metragens do PRÊMIO CURTA RIO. O programa encerra o ciclo de comemorações dos 450 anos do Rio e vai ao ar à 1h15 do dia 02/03, na madrugada de terça para quarta. O programa especial PRÊMIO CURTA RIO será veiculado na TV Globo Rio/Grande Rio/Região Metropolitana e também na Globo Internacional que atinge 140 países em todos os continentes, no horário “premium”. Esta é uma ação inédita da emissora e abre espaço importante para a difusão do curta-metragem na TV aberta.

Nossos agradecimentos a todos que inscreveram seus projetos, equipe, parceiros, jurad@s e aos realizador@s finalistas: Anna Azevedo, Zeca Ferreira, Pedro Asbeg, Evandro Manchini, Felipe O’Neill, Eduardo de Souza Lima, Luciano Vidigal, Maria de Andrade, Laís Rodrigues, Luiz Claudio Motta, Isabella Raposo, Thiago Brito e Ludmila Curi.

O PRÊMIO CURTA RIO é uma realização do IBEFEST e que conta com os incentivos da Lei Rouanet.

Lá do Alto, de Luciano Vidigal, foi o destaque na sessão do Prêmio Curta Rio

Lá do Alto, de Luciano Vidigal, foi o destaque na sessão do Prêmio Curta Rio

O filme Lá do Alto, dirigido por Luciano Vidigal, foi a produção que recebeu mais votos no júri popular na sessão especial do Prêmio Curta Rio realizada no dia 6 de novembro, no Cine Odeon, dentro da programação do Curta Cinema.

Foram exibidos os 10 filmes vencedores do Prêmio Curta Rio, num total de 60 minutos de projeção.

O Curta Rio agradece aos diretores que tiveram suas obras exibidas: Anna Azevedo, Zeca Ferreira, Pedro Asbeg, Evandro Manchini, Felipe O’Neill, Eduardo de Souza Lima, Luciano Vidigal, Maria de Andrade, Laís Rodrigues, Luiz Claudio Motta, Isabella Raposo, Thiago Brito e Ludmila Curi.

Para conferir o filme vencedor, Lá do Alto, basta clicar neste link.

Goiânia Mostra Curtas já tem seus vencedores

Goiânia Mostra Curtas já tem seus vencedores

Fonte: Revista de Cinema

Os curtas A Festa e os Cães (CE), com direção de Leonardo Mouramateus, e Febre da Madeira (GO), de Daniel Nolasco, são os grandes vencedores da 15ª Goiânia Mostra Curtas. A cerimônia de premiação ocorreu no domingo à noite, no Teatro Goiânia.

A Festa e os Cães ganhou na categoria de Melhor Filme da Mostra Brasil. O documentário utilizou o recurso de filmar fotografias em movimento. O curta retrata as ruas do subúrbio de Fortaleza, nas quais cães foram chegando e dominando o território, como que recuperando seu estado selvagem. A obra tem no currículo o prêmio de Melhor Curta-Metragem no 37º Cinéma du Réel, sediado em Paris, na França.

Mais detalhes neste link.

Curta A Última Cena representa o Brasil em festival uruguaio

Curta A Última Cena representa o Brasil em festival uruguaio

Fonte: Folha Geral

Durante o Festival Internacional de Cinema no Uruguai – Piriapolis de Pelicula, diversos artistas e autoridades marcaram presença no elegante Argentino Hotel Casino & Resort, construído nos anos 30 de frente para o mar.

A atriz Cris Lopes e o Diretor Rodney Borges representaram o Brasil com o único filme curta-metragem brasileiro selecionado no festival, “La Ultima Escena” (A Última Cena) rodado pelo diretor em película 8mm no qual a atriz é a protagonista.

Confira a matéria completa neste link.

 

Festival do Rio começa hoje, com exibição de mais de 250 filmes de 60 países

Festival do Rio começa hoje, com exibição de mais de 250 filmes de 60 países

Fonte: G1 – Começa nesta quinta-feira (1º) o Festival do Rio, que nesta edição apresenta cerca de 250 filmes —100 a menos que em 2014 — de mais de 60 países. A abertura da 17ª edição acontece no Centro Cultural Luiz Severiano Ribeiro, o Cine Odeon, na Cinelândia, com exibição do aguardado Chico: Artista Brasileiro, que tem direção de Miguel Faria Jr.

O longa acompanha o cantor e compositor Chico Buarque na montagem de um show com convidados, mostrando seu cotidiano, seu método de trabalho, seu processo criativo e sua trajetória.

Ao todo, 20 salas de cinema do Rio participam do festival. Este ano, o evento traz uma novidade: os ingressos serão vendidos online por meio do site www.ingresso.com até a véspera do dia da sessão. Somente 20% dos ingressos estarão disponíveis na bilheteria de cada cinema para o mesmo dia. Para quem já adquiriu o passaporte, que já se esgotou, os ingressos devem ser retirados online ou na bilheteria dos Cine Odeon, na Cinelândia, ou do Kinoplex São Luiz, no Largo do Machado.

O evento traz homenagens ao centenário de Orson Welles, aos Studio Ghibli, ao Cinema Noir Mexicano, e aos diretores Hal Hartley e Wes Craven.

Leia todos os demais detalhes e informações neste link.